Silvia Crusco

Poemas e Prosas

Textos


Pela primeira vez.

Pela primeira vez eu desisti de perdoar, cansei de tentar entender, de acreditar em promessas que sempre foram em vão. Pela primeira vez meu coração se tornou frio e duro como uma pedra. O sangue da paixão parou de correr pelo meu corpo e dar vida a um sentimento que vinha tentando sobreviver. Minhas lágrimas secaram e deixaram de escorrer para limpar os rabiscos deixados pelas desculpas em vão. Pela primeira vez eu enxerguei o que sempre foi oculto pela emoção, a realidade nua e crua. Pela primeira vez eu me sinto realmente livre, tanto do passado como do próprio presente sem futuro.
Silvia Crusco
Enviado por Silvia Crusco em 23/11/2019


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras